05 outubro 2006

Uma vista d'olhos - Por Clandestino

Antigamente a regra era casar entre os 16 até aos 21, no máximo, e ter logo filhos. Naquela altura os casais suportavam-se... hoje a regra mudou! Quanto mais tarde casares e teres filhos, melhor! Mais desfrutas da tua juventude, mais chances de não errar no parceiro, tens... e quando chegares aos 50, se chegares, não te arrependerás da cara feia que terás ao teu lado.

A razão desta mudança está nos tempos, como diz o ditado: “mudam-se os tempos, mudam-se as vontades”. E, de certa maneira, tem tudo haver. E, o inconveniente de casar cedo é de tu fartares-te cedo dela e/ou dele.

Portanto, as chances da tua gaja ir fuder com outro gajo porque tu fartaste-te dela, mais cedo do que previas, é maior...

Sim, porque hoje um gajo está com uma dama na boa e a gaja relaxa porque já segurou o homem, deixa-se engordar e de ter iniciativa/apetite na cama, sem falar que olhas para a celulite dela e perdes a tusa, começas a fuder fora e a vir para casa bem satisfeito, a gaja repara que tu já não lhe procuras e engraça-se com um rapaz atraente, que viu na esquina... ele, que não se importaria de dar umas quecas na cota carente, vai-lhe ao couro, só por experiência.... Mais dia, menos dia começam as discussões e por fim o desrespeito um pelo outro.

Moral da história: Divórcio/separação, cinco anos, no máximo dos máximos, depois de se casarem.

Opinião: Meninas e meninos, fodam mais com diferentes parceiros até acertarem mas não se esqueçam, um(a) de cada vez e com protecção! Nada de engravidarem cedo com receio de ficarem para titias...

Mais não disse,

Clandestino

Sem comentários: