29 março 2006

INTEMPORALIDADE DAS PALAVRAS

As palavras têm o poder
De amaldiçoar quem as verbaliza
São instrumentos diabólicos
Com aparência etérea e cristalina
Originários da incerteza ancestral
As palavras possuem a subtileza
De um abraço cortante
E incutem insanidade
Nas mais frágeis e débeis criaturas
As palavras levam-nos ao sofrimento
E enclausuram-nos no seu interior
Silenciosamente
As palavras são fantasmas
Uma espécie de assombração imprescindível
Os homens morrem e elas permanecem

Karl Goth

Sem comentários: