26 janeiro 2010

Amor e sexo: a dificuldade de conjugação de 2 linguagens


No livro "Sexo e Amor", estudei todas as sequências: sexualidade pornográfica e violenta e sexualidade pessoal e enamoramento, para, por fim, chegar ao amor consolidado e feliz. E apercebi-me de que não existe um único caso em que sexo e amor, emoção e prazer se fundam e convivam. Foi por isso que escrevi intencionalmente diálogos de amantes apaixonadamente amorosos e intensamente eróticos. Talvez não tenha sido bem-sucedido, mas estou convencido que se trata de um objectivo que devemos alcançar no futuro, sem o que seremos para sempre emocionalmente esquizofrénicos. Não deve espantar-nos que os amores e os casamentos durem pouco. Sociólogo, escritor e jornalista [Mais]

Sem comentários: