14 dezembro 2008

Sem Medo Nem Preconçeito

Se sentimentos, sofrimentos passamos e ainda aqui estamos, em esperanças que ninguém, mas ninguém nos pode tirar hoje sentimos o mundo girar a volta da massa cinzenta (cérebro) que muitos pensaram ter diferente de nós em tempos passados que predominam ainda em tempos de hoje em algumas cabeças mal intencionadas que também tem o cinzento igual ao nosso, iluminados aos olhos do mundo fomos na escuridão da nossa pele, rasgando caminhos de inteligência onde o brilho de minha pele teu ego alimenta, desejos desperta, curiosidades femininas atrai…mas infelizmente num oásis obsoleto, repleto pela corrupção, vagueamos a espera sempre por donativos entregues por vampiros arrogantes, pálidos…. Como cães sarnento invadem nosso mapa de cor, sedentos por riquezas que não possuem em seus mapas coloridos ate quando suportaremos tal humilhação mesmo sabendo de nossas capacidades, a cor do sangue que corre em nossas veias, da matéria em que fomos feitos? Porque em obscurantismo? Que tens tu? Que temos nos de inferior? Em candidaturas pelo emprego que sempre sonhamos enquanto nos doutorava-mos não sei a que cheios de orgulho pelo canudo a conseguir e um futuro melhor, no ato da entrevista chocamos com uma pergunta a que nunca havíamos ouvido”Desculpe é filho de pretos ou de brancos?” e ai respondemos, nem um nem outro, e a aberração …”por favor escreva no formulário filho de pretos, uma vês que o Sr. tem uma cor de pele que eu não conheço (mulato) diz o entrevistador ao candidato”…”NINGUÉM É MAIS QUE NINGUÉM”, camaradas sem coragem, levantem as cabeças, olhem a vida pela cor que o mundo nos mostra, comprem espelhos cheios de orgulho pela cor de vossa pele, pois belos, belas, lindos, lindas são, não se subestimem vocês são CAPAZES, PROCUREM A MALANDRA QUE SEMPRE DESEJARAM, COLORIDA OU NÃO, FAÇAM-LHE CONHECER O JÚNIOR LAMBER-LHE, POIS O PRETO É TEMPERADO…ergam-se na inteligência reconhecida pelo mundo pela adaptabilidade fácil do nosso ser, feitos de historia que ainda hoje alimenta livros, filmes… ganhadores sem contestação…”NA LUTA INFINITA PELA ACEITAÇÃO RACIAL COMPLETA E TOTAL, VENCE O INCANSÁVEL.”

Que força não puxa

Que prazer não mata

Que vontade não cega

Que não que não faz muito, quando o sim aparece como se fosse o dono da razão

Que querer não procura

As minhas asas da noite, pressionam o dia a ser mais curto, indefeso no tempo claro apagado, esquecido no calendário dos que nunca tiveram asas ou não querem ter,rodeado pela luxuria sem cores entrego-me sem reservas ao vermelho prazer repleto de AMOR colorido ou preto e branco.

Sem comentários: