30 outubro 2007

Quarentena

Encontro-me em quarentena, é o termo apropriado pra un'gajo que não sabe o que é uma teba há mais de trinta e tal dias. Epa, o desejo de ser pai era lixado e sentir-me pai foi maravilhoso. Mas hei, não contava com o imprevisto de ter de ficar sem pina, propriamente dito, durante o tempo que estou. Depois existe sempre aquela dica: que podes bater uma scovia e, até porque gosto, pra conhecer-me melhor, e tal, e tal... mas é que brothers a scovia já nem tem graça. Numa conversa no MSN com a minha amiga d'outros carnavais (NM), pergunta-me se estava com músculos de tanto bater a scovia... Respondi-lhe que: dera eu, se isso matasse o desejo que está cá dentro de sentir o que sempre gostei de sentir... O pior é que até posso pular a cerca mas o inconveniente de sentir a nostalgia, depois, será pior...

Se ao menos existissem gajas, eu sei que existem, ao meu alcance, para reciclarem gajos na minha situação, epa, isso facilitaria tudo, percebem?

Mas como a situação é péssima, nos dias d'hoje, Un'gajo só pode sair ir beber, fumar um charrito com o Platao e ir ver as crias, porque a dica da quarentena é pra valer... Se bem que, confesso, que estou a entrar em parafuso: nervos a flor da pele, irritação, etc, etc, aquelas dicas todas dum gajo que não teba. É fu-di-do!!!

2 comentários:

Anónimo disse...

Tas mesmo Fodido,mas te garanto k vale a pena,ja passei por isso kuando a dama teve o kid,vais ver k no fundo kem sai a ganhar es tu...believe it.
Parabens. Abraco.
Pajo

Anja Rakas disse...

Epaaa....q cena..
Mas olha...prepara as maozinhas..esfrega-as e tempera com alho..e ai..passa logo ehheheh
Bejuuuu