03 novembro 2006

Cagar a ler

Eu tenho o saudável hábito de ler e/ou fumar na casa de banho quando cago, hábito que parecendo estranho, sei que muita gente partilha estes costumes.

O momento de defecção é um momento necessário na fisiologia humana, o qual, para muitos, é um tempo perdido, por si só. Eu digo que não. É um momento preciosíssimo! Nestes momentos de ida à casa de banho aproveito-os para ler. De facto, se o acto de cagar não for devidamente acompanhado por uma generosa risada, o acto em si, serve de muito pouco. Por isso leio enquanto cago. Não pense o amável leitor que leio qualquer coisa, como jornais desportivos, PlayBoy, revistas sociais ou romances... Não! Sou mais simples.

Devo dizer que as maiores gargalhadas dei na casa de banho: lendo quadradinhos do Zé Carioca, Pato Donald, Turma da Mónica e etc. pela qualidade humorística que apresentam.

Cagar a ler é uma experiência caricata, quando a ler algo cómico: ris-te a tirar merda. É uma boa forma de se manter o equilíbrio natural das coisas.

Experimentem que se sentirão melhores ainda.

Sem comentários: