09 maio 2006

A sexualidade...


  • Começa no início da vida do indivíduo e termina com sua morte;
  • É mais ampla que a genitalidade;
  • Inclui a reprodução;
  • Busca da satisfação (prazer) como princípio de equilíbrio e sustentação vital (bio-psico-social e espiritual);
  • É constituída de todos os sentimentos que somos capazes de sentir e expressar, qualificados de bons ou de ruins (alegria, tristeza, amor, ódio, solidariedade, egoísmo, inveja, desprendimento, desejo, culpa,etc);
  • É o atributo/manifestação de energia que nos torna únicos em nosso expressar e interagir físico, mental e social no mundo;
  • Acontece no corpo;
  • Tudo que sentimos e vivemos acontece no corpo;
  • Controlando o corpo se controla a sexualidade e vice-versa;
  • Controle externo do corpo, afasta a pessoa de seu próprio corpo e tira a autonomia;
  • A falta de autonomia, dificulta o auto-cuidado;
  • Aumenta a vulnerabilidade;

Objetivos do controle:
  • Organização social
  • Econômico/geração de bens
  • Garantia de transferência de bens
  • Manutenção de estruturas de poder
  • Instrumentos de controle:
  • Educação repressora contínua dos desejos e sensações físicas e mentais (vigilância e controle físicos).
  • Mecanismos geradores de culpa fundamentados em preceitos e dogmas religiosos (tabus:incesto e virgindade; pecado original, etc). (vigilância e controle mentais).
  • Normalização da sexualidade fundamentada na concepção do sexo como meio exclusivo para a preservação da espécie (outras práticas são consideradas anormais).
  • Proibição do prazer

Saiba que a:

"A sexualidade faz parte da personalidade de cada um, é uma necessidade básica e um aspecto do ser humano que não pode ser separado de outros aspectos da vida. Sexualidade não é sinônimo de coito (relação sexual) e não se limita à ocorrência ou não de orgasmo. Sexualidade é muito mais que isso, é a energia que motiva a encontrar o amor, contato e intimidade e se expressa na forma de sentir, nos movimentos das pessoas, e como estas tocam e são tocadas. A sexualidade influencia pensamentos, sentimentos, ações e interações e portanto a saúde física e mental. Se saúde é um direito humano fundamental, a saúde sexual também deveria ser considerada um direito humano básico."

(WHO TECHNICAL REPORTS SERIES, 1975)

Sem comentários: