17 maio 2006

Puta

Puta, a verdadeira puta, é aquela que diz que não o é, que o nega, que não tem sequer consciência, ou não quer ter, que o é. Porque a que é, a que o assume, a que tem consciência, verdadeiramente não o é porque já desenvolveu um espírito crítico/reflexivo, e uma consciência, que não se coadunam com a falta de SER da que o nega.

Sem comentários: