10 março 2006

Eu sabia que isto estava escrito em qualquer sítio

"Gosto de estreias. E de glamour. E de ressacas. Recaídas. Recomeços. Retornos. Gosto de voltar a gostar daquilo que já gostei e entretanto deixei de gostar por qualquer motivo seja lá ele qual for. Mas gosto de confirmar o facto de ter deixado de gostar. Gosto de não me enganar quanto ao que é fundamental. E gosto que o fundamental seja aquilo que me faz bem ou me faz feliz. Gosto que não haja uma coincidência forçosa entre o que me faz bem e o que me faz feliz. Gosto de tudo o que me faz bem mesmo que isso seja o que me faz mal. E gosto de tudo o que me faz feliz mesmo que isso seja o que me faz infeliz."

Ângela Leite, Histórias Improváveis, Publicações Pena Perfeita, 2005, p. 11. Um livro muito bonito, que me veio parar à mãos por mero acaso. Recomendo a leitura a quem se interesse por uma escrita clara, despretensiosa e intensa.

Sem comentários: