30 novembro 2006

Problema Mundial...

Vamos falar sério: admiro muito as mulheres, aliás, sou muito fã de mulheres...
Reparem, aqui este vosso amigo vive e sempre viveu rodeado de mulheres. Foi na escola, agora é no trabalho, é em casa, é na cama... Na minha vida há mais mulheres do que nos video clips do Sean Paul.
Tenho uma teoria: indivíduos como eu, sempre rodeados de mulheres, ou fartam-se e tornam-se paneleiros ou então, vivem naquela situação idêntica à de um "puto" numa loja de doces. O meu caso é, evidentemente, análogo à do "puto" na loja de doces.
Sou guloso e a minha vida consiste em ver "coisas gostosas" a passarem-me à frente dos olhos. Ver e não mexer... Ver e ter de permanecer o mais natural possivel. Não babar-me, por exemplo... Ver e não poder fazer sequer, uma proposta indecente... Sofre-se muito!
Quando no início deste post, disse que admirava imenso as mulheres, olhem que não estava só a falar dos atributos físicos. Quem ousará negar que nunca se apaixonou pela inteligência (e só pela inteligência) duma mulher ?
Vocês são novos, não sabem, mas eu digo-vos: as mulheres que se acham feias, são as melhores na cama (uma mulher boa na cama, é uma mulher inteligente).
Notem a minha subtileza, eu disse: "mulheres que se acham feias". Não disse, "mulheres feias". Porque na realidade, não existem mulheres feias. Existem é gajas mal "comidas", mas depois de eu encontrar a minha Sandrinha, esse problema agravou-se muito a nível mundial.

Original do Abrupto Sexual

Sem comentários: