07 agosto 2006

Zé ninguém

Dizem que sou um Zé ninguém,
e, é capaz de ser verdade
E até vou mais além,
Sou ninguém, e não deixo saudade

Mas que grande falta de estima,
Para um ser como eu
Se há alguém que se subestima,
Não é problema meu

Sou Zé ninguém para alguns,
Para outros não é bem assim
Ainda há mais, que são mais uns,
Que até gostam de mim

Zé ninguém, não é ninguém,
Porque todos alguma coisa são
É que há tantas, que são mãe,
De muitos Zés que para ai vão

Portanto meu amigo,
Zé ninguém não existirá
Porque todos, e até comigo
Somos alguém que anda por cá

de fernando ramos

Sem comentários: