28 julho 2006

Via A funda são

Frequentemente penso como seria a minha vida, numa realidade alternativa, se eu fosse mulher. Ora um dos últimos cenários hipotéticos, imaginados por mim, é bastante catastrófico, na medida em que, muito provavelmente, morreria de fome. Isto porque não teria recursos financeiros para subsistir por mim, uma vez que seria incapaz de manter um emprego muito tempo. Derivado do motivo de faltar sempre ao trabalho, em virtude de, todos os dias de manhã, sempre que acordasse, e tivesse de tomar banho, nua, e me visse ao espelho, nua, e todos os dias percebesse que era uma mulher diabolicamente atraente, e nua, e ali à mão de semear (Jesus!), comia-me toda!

Depois, exausta, adormecia, satisfeito que estava o meu corpo de fêmea, dos vicios inconfessáveis... e não ia trabalhar.

Decididamente a Mãe Natureza teve algum tino em fazer-me macho. Porque senão eu morria. Feliz, mas morria...

[ 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 0 ]

Roubado aqui!

Sem comentários: