27 julho 2006

Actrizes

Há damas tão bem camufladas que nos fazem crer que não são aquilo que são, na realidade. Apresentam-se, representam, aparecem e etc...

Eu fui reitor numa faculdade de talentos onde muitas estudaram lá e, hoje tentam representar style eu não conheço nem nunca vi como se faz um filme na vida. Estudei comportamentos e talentos, vivi com encenadoras de teatro dramático, cómico, de acção, de violência e até erótico. Estas foram as que mais me chamaram atenção. Por isso hoje, quando percebo que estou diante duma actriz erótica, faço-lhe crer sempre que ela está com tudo. Faço-lhe crer que ela é a actriz principal até saber, exactamente qual é o seu ponto máximo de representação!
Todo os roteiros das encenações que me apresentam, eu já conheço! Até parece que muitos dos roteiros foram escritos por mim. Não que me ache muito sábio da matéria até porque ainda estou numa preparação para MESTRADO. Aí sim! Quando for mestre dos efeitos especiais das damas; elas nem terão tempo de dizer: "Sabes...?" E de seguida contarem-me a história da "capuchinha"...

É como eu, sempre digo: representem para pessoas que gosta de filmes de Stallone não para o clandestino que gosta de filmes de "Spielberg" e dos irmãos Wachowski (realizadores do Matrix)...!!! O Clandestino é doutra geração. Da geração clandestina, da geração rasca, da "geração dos malandros"... Eu aprovo e reprovo talentos, esta é a minha missão.

As pessoas vêem aquilo que querem ver e, quando olham para mim e me vêem com uma sorriso de orelha a orelha... Chegam sempre a conclusão errada da verdadeira pessoa que há dentro de mim... Que pena! Não julgo ninguém por aparência, estatuto e/ou posição social mas sou extremamente e rigorosamente analítico nas personalidades. Fiquem espertas!!!

Mais não disse,

Clandestino

Sem comentários: