09 fevereiro 2006

Diz que(m) sabe

«Há qualquer coisa mais forte que a paixão: a ilusão. Há qualquer coisa de mais forte que o sexo ou a felicidade: a paixão da ilusão.
(...)
Felizmente que o crime nunca é perfeito. (...) Tal é a essência do crime: se é perfeito, não deixa marcas.
»

Jean Baudrillard, 'O Crime Perfeito'.


[mais dizer para quê?!...]

Sem comentários: